Confira nossas dicas

A taxa básica de juros, que se manteve em alta no último ano, tem projeções de queda tanto em 2017 quanto nas previsões para 2018. Em junho, o boletim Focus, do Banco Central, previu a taxa Selic de 8,5% para os dois anos. Em julho, porém, um novo relatório apresentou uma expectativa de queda, com 8%.
Devido a essa queda, alguns setores do mercado se posicionaram de maneira imediata. Uma das novas resoluções adotadas por alguns bancos é a diminuição dos juros para crédito imobiliário, que deve aquecer o setor de venda de imóveis.
Apesar das previsões otimistas, diversas imobiliárias já adotaram estratégias para driblar a crise no setor. Enquanto o mercado não se estabiliza, algumas pequenas soluções prometem ajudar os profissionais da área a enfrentar o ano sem prejuízos.
Investimento em tecnologia
A publicidade e a divulgação em ampla escala continuam sendo boas alternativas para conseguir vender uma casa ou apartamento. Quanto mais pessoas têm acesso ao imóvel, maiores são as chances de encontrar um comprador interessado.
Como uma grande parte das pessoas pesquisa imóveis na internet, uma preciosa estratégia é investir em tecnologias móveis, como aplicativos, para alcançar um público maior. Já o site para imobiliária precisa ser responsivo, ou seja, apresentar uma boa visualização tanto em tablets como em smartphones.
Foco em apartamentos menores
Entender o pensamento e o foco de consumo dos compradores é indispensável para conseguir vender em tempos de crise. Atualmente, as construtoras têm focado cada vez mais em apartamentos menores, do tipo estúdio, que possuem um valor de compra mais baixo e não deixam de oferecer conforto e praticidade aos moradores.
Uma das estratégias adotadas pelas imobiliárias é o foco nesses empreendimentos de baixo custo, que possuem como principais atrativos um excelente custo-benefício e ótimas localizações.
Facilidades para realizar a compra
Nos momentos de crise, para tornar a venda ainda mais interessante, algumas imobiliárias apostam em facilidades de compra.
Alguns pequenos incentivos, como a possibilidade de financiar um imóvel em mais vezes, documentação de graça ao assinar o contrato ou oferecer descontos atrativos para compras à vista, são algumas das estratégias usadas pelo setor imobiliário para atrair mais compradores.

Fonte: Redação Agoravale